Petistas criticam a decisão do Supremo