Paulo César Norões: Camilo decide Reforma