Moro: Não existe nenhuma licença para matar

A proposta permite que o policial que age para prevenir agressão ou risco de agressão a reféns seja considerado como se atuando em legítima defesa