Bolsonaro, em 2005, atacou condenação por homicídio de ex-policial agora foragido

Adriano Nóbrega foi preso preventivamente em 2004 acusado pelo homicídio do guardador de carro Leandro dos Santos Silva. Mais tarde, ele foi inocentado do crime