Governistas querem mais debate sobre propostas