Dirigente do PROS admite eleger federais e estaduais