Decisão do Supremo ainda não conhecida do Legislativo