Com rejeição menor do que Haddad, Bolsonaro encosta em 60%