Paulo Cesar Norões: Propaganda proibida