Paulo César Norões: O perigo mora ao lado