Paulo Cesar Norões: Intervenção é solução?