Paulo Cesar Norões: Dinheiro só não resolve