Paulo Cesar Norões: A ordem é acelerar