Após críticas, Bolsonaro escala mais mulheres para sua equipe

O presidente eleito colocou na lista de colaboradores mais quatro mulheres, sendo duas ligadas ao meio militar