STF adia decisão sobre legalidade