Suspeito de ataque a Bolsonaro foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014

De acordo com esses registros, ele pediu desfiliação há quatro anos e não consta ter aderido a outra sigla