Nos 30 anos da Constituição, ministro exalta liberdade de imprensa

Ministro Marco Aurélio, do STF, destacou os direitos fundamentais como os mais importantes da Carta de 1988