Marco Aurélio amplia quebra do sigilo fiscal de Aécio Neves

A quebra de sigilo foi feita no inquérito decorrente da delação premiada do empresário Joesley Batista, que revelou ter pagado, entre 2011 e 2014, pelo menos R$ 60 milhões em a título de propina