Decisão de Marco Aurélio gera onda de críticas de integrantes do MPF

Carlos Fernando dos Santos Lima, que deixou o grupo da Lava Jato em Curitiba em outubro, afirmou que o ministro "dá a Lula um presente de Natal"