Com 4 votos a favor do uso de condução coercitiva, STF adia decisão para esta quinta (14)

Os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux admitiram o uso da condução coercitiva em interrogatórios. Gilmar Mendes e Rosa Weber votaram contra. Faltam os votos de 6 ministro do STF