Cobrado por aliados, Alckmin decide subir tom de ataques

O tucano foi convencido de que o voto conservador continuará na órbita de Jair Bolsonaro (PSL) caso ele não suba o tom