CNJ proíbe participação de juízes em conselhos fora do Judiciário

Segundo o corregedor nacional de Justiça, a independência e a imparcialidade do Judiciário impedem que juízes participem de atividades nos poderes Executivo e Legislativo