Centrão e aliados se dividem sobre estratégia para Alckmin reagir

A maior parte do grupo acha que é preciso concentrar o ataque no deputado Jair Bolsonaro e pregar o voto útil com mais vigor, deixando a artilharia pesada contra o petista Fernando Haddad para o final