Assassino mandou limpar sangue do jogador Daniel, diz testemunha

Empresário Edison Brittes obrigou convidados da festa a limparem manchas de sangue