Boas teme que falte 'legitimidade'