Países se unem para dar resposta política à guerra comercial

Nações querem revisar regras do comércio, mas Brasil alertou que não irá aceitar o fim das flexibilidades para emergentes