Nova regra do distrato tem brecha para aplicação em contratos anteriores à lei

Mas a lei sancionada no governo Temer não estabeleceu com clareza a quais contratos se aplica, o que, segundo advogados, ainda vai gerar muita controvérsia no judiciário