Ministério critica tabela do frete e chama grevistas de 'conspiradores'

O documento do Ministério da Economia rechaça a edição das medidas provisórias 831 e 832 de 2018, que foram resultado de um acordo com caminhoneiros para pôr fim à greve que tomou conta do País em maio do ano passado