Manipulação de redes sociais afeta 48 países, diz estudo

Os palcos preferidos de atuação das organizações manipuladoras continuam a ser o Facebook e o Twitter