MME quer acionar mais térmicas