Egídio Serpa: Bom vento na terra e no mar