Distribuidoras afirmam que 'não há como' repassar corte