Egídio Serpa — S. Francisco: água será cara