Egídio Serpa: quer inovar? Há dinheiro