Egídio Serpa: O eleitor está desconfiado