Egídio Serpa: Camilo e seu dia seguinte