Acordo ainda depende de decisão do STF