'Pena de morte é inadmissível'