Protestos violentos tomam conta de Caracas e cidades da Venezuela

O presidente da Assembleia Nacional Constituinte (Parlamento), Juan Guaidó, convocou as pessoas para saírem às ruas e pressionar Maduro a deixar o poder