Protesto diante da ONU pede respostas à morte de Marielle

Mariana Tavares, estudante brasileira que organizou o evento, ainda contou com a colaboração de sindicatos suíços