Mulheres pedem fim do assédio e melhores salários em atos na Ásia e na Europa

Na Espanha, 4,7 milhões de mulheres participam de uma greve em que reivindicam melhores condições de trabalho; a prefeita de Barcelona foi uma das que aderiu a paralisação