Facebook e 'fake news' alimentam os 'coletes amarelos' na França

Depois de EUA e Brasil, o fenômeno das notícias falsas assola a França