Estudante brasileira é morta a tiros na Nicarágua

Raynéia Lima teria sido metralhada; ao menos 360 pessoas já foram mortas desde abril durante protestos que pedem a saída do presidente Daniel Ortega