Centenário do Armistício da 1ª Guerra terá 75 líderes mundiais

O Brasil foi o único país latino-americano convidado para participar das cerimônias solenes, mas Brasília não respondeu ao convite; o embaixador brasileiro em Paris deve representar o País