Naufrágio expõe superlotação de balsa e negligência

Maior lago da África vira palco de tragédia com 224 mortos, enquanto falta de fiscalização de barcos é denunciada