Violência assusta população e prejudica comércio em Fortaleza e Região Metropolitana

As vendas em todos os setores do comércio apresentaram uma queda de 90% desde que os atentados criminosos iniciaram, estima o Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas)