Advogados que captam clientes na rua estão contra a lei

Por meio de funcionários espalhados no entorno de órgãos públicos de atendimento ao trabalhador, profissionais do Direito tornam-se os próprios contraventores, já que a prática é proibida pelo Estatuto da Advocacia