'Deixar a Ferrari não foi decisão minha', admite o finlandês Kimi Raikkonen

Finlandês que vai defender a Sauber em 2019 também disse não sentir mais "paixão" em pilotar