Se vira nas três!

Um, dois, três quatro... ´Hey ho, let´s go!´ (2 vezes). Poucas notas, acordes primários, músicas de dois minutos (ou até menos!). Quem nunca ouviu ou balançou a cabeça ao som puxado pelo grito de guerra dos punks, atire a primeira pedra! A Bonecas da Barra não nega as origens, ou melhor, as influências. Os fortalezenses, radicados na Barra do Ceará, provam que podem ser tão punks quantos os nossos colegas gringos. Pelo menos, musicalmente falando...

Segundo reza a lenda, o movimento punk surgiu há cerca de 32 anos com a agressividade e a crueza dos acordes das guitarras do Sex Pistols. Mas o que muita gente não sabe é que uma turma, que se vestia de mulher, já fazia, em 1973, nos subúrbios de Nova York, um rock n´ roll tão visceral e autêntico que acabou dando contornos definitivos para a corrente liderada por Sid Vicious, Johnny Rotten, Ramones, The Clash e companhia ilimitada.

E a Bonecas da Barra sabe bem disso. Tanto que não só aderiu ao som enérgico, como também à performance e ao visual exagerado e afeminado dos excêntricos americanos (diga-se de passagem, bastante populares, na época, entre a mulherada). A propósito, voltando à nossa realidade, porque esses caras resolveram mesmo seguir logo os passos dessa galera?

´Nossa vida era muito tediosa, sabe? Precisávamos de um pouco desta loucura! Adotamos o nome de ´Bonecas da Barra´ por dois motivos: o primeiro, que parece bem óbvio, é por nossa influência dos Dolls (leia-se: bonecas em inglês), claro. Segundo, por sermos todos da Barra do Ceará, e por querermos falar daqui, assim como o grande Luiz Gonzaga falava do seu sertão. Acho que quando a coisa tem bases verdadeiras, mais reais, ou simplesmente mais sinceras, fica bem mais interessante´, revela o vocalista Glauco King. Até que eles estão certos...

Um pouco de diversão, farra, barulho e rock no volume máximo não faz mal a ninguém!

Influências

Na hora de definir o som autoral do grupo, Glauco prefere parafrasear... ´Como dizem os mais antigos: ´é apenas rock n´ roll´ (rs)´. Hã? Como se o gênero não fosse por si só plural. Felizmente, o cantor dá uma colher de chá, listando uma série de bandas que embalam os ouvidos das ´bonecas´: ´Em comum, gostamos das coisas antigas, como Rolling Stones, Beatles, Elvis Presley, Chuck Berry. Também a rapaziada glam como o David Bowie, New York Dolls, Iggy Pop and The Stooges. O blues do Howling Wolf, do Muddy Waters e da Memphis Minnie. E pode-se dizer que o Johnny Thunders é o máximo para nós!´.

Performáticos

Não é qualquer um que é homem suficiente para sair por aí, vestido de mulher, tocando punk rock, concorda? Até porque, quem é que gosta de ser alvo de piadas? Mas eles não estão nem aí... E confessam: gostam mesmo de aparecer. ´Somos adeptos do slogan: ´diversão e rock n´ roll´. Às vezes, soa até um pouco inconseqüente, mas é o que se pode esperar de cinco rapazes como nós. (risos). Gostamos de chamar a atenção, de fazer ´enxame´ e de cair na farra!´, dispara.

O guarda-roupa das Bonecas, claro, tinha que ser um ESCÂNDALO! ´Nos shows, usamos vestidos, perucas, sutiãs, calcinhas, camisolas, maquiagem e toda a parafernália traveco n´ roll (risos)!´. A reação do público? ´Pode-se dizer que nosso público é bem ´democrático´.

Nas nossas apresentações, tanto as meninas quanto os caras caem na dança, pulam, gritam e curtem!´.

Quanto às chacotas, é inevitável fugir delas... ´É, todo show sempre escutamos gracinhas mas, geralmente, são apenas brincadeiras, nunca fomos agredidos por estarmos vestidos como garotas. Sempre tem um cara que grita: ´cachorra!´ ou ´safada!´. E, claro, sempre tem uma gatinha que grita ´lindas!´ ou ´gostosas!´ (risos)´, confessa o porta-voz.

Planos

Os rapazes podem até não ter gravado nenhum material, mas já têm muito pano pra manga: música é o que não falta. Sonham em lançar discos, cair na estrada e, principalmente, ´mostrar um pouco do que aquele bairrozinho simples e esquecido, de soltar o grito por ele. De também cantar o que as pessoas sentem, falar de amor, de frustrações, de coisas estranhas, de tudo!´.

Panelada cearense

Além das gravações da primeira demo, a Bonecas da Barra se prepara para o Panela Rock, festival de bandas independentes que acontece no dia 6 de outubro, no Ginásio Poliesportivo da Parangaba. Participam também do evento os grupos Joseph K, Drive Sex, The Sinks, Red Run, Plastique Noir, Os Malditos e Piron Heron.

Para essa ´cumbuca´ musical, a expectativa é a melhor possível. ´Esse evento vai ser importante para toda a cena! Estamos conversando sobre a possibilidade de entrarmos para o selo Panela Discos, e a negociação já está bastante avançada. Estamos que nem macacos excitados! (risos)´, diz Glauco, já contando os minutos... Um, dois, três, quatro! Hey Ho, let´s go!

Conheça a música ´Vovô, eu uso saia´:



Mais informações:
Contato: (85) 8708-9950

Juliana Colares
Repórter