Mocinha em fuga

Nathália Dill grava as primeiras cenas como a protagonista de ´Escrito nas estrelas´, nova novela das 18h, em comunidade carioca

Nathália Dill já deixou a santinha Maria Rita, de "Paraíso", no passado. Escalada para viver sua segunda protagonista no horário das 18h da Globo, a atriz subiu o morro Santa Marta, no Rio, dias atrás para rodar suas primeiras cenas como Viviane em "Escrito nas estrelas".

Moradora da comunidade, sua personagem descobre uma forte conexão com o estudante de medicina Daniel (Jayme Matarazzo), que morre num acidente de carro logo depois de dar uma carona para a jovem. Escrita por Elizabeth Jhin, a trama tem estreia prevista para 12 de abril.

"Viviane e Daniel criam uma ligação imediata, uma afinidade. E continuam muito ligados mesmo depois da morte dele", antecipa Nathália.

Mocinho da novela, Daniel é filho do ambicioso médico Ricardo (Humberto Martins), dono de uma clínica de reprodução assistida. O rapaz morre, mas seu espírito irá se comunicar com alguns personagens. Viviane será uma delas.

"Ainda estamos avaliando como mostraremos esse plano espiritual", explica o diretor Rogério Gomes, o Papinha. "Daniel estará presente até o fim da novela. Ele irá aparecer para interferir em várias situações no plano terrestre. Mas serão poucas as pessoas que irão falar e sentir a presença dele", adianta.

Apesar de abordar a espiritualidade - uma das discussões principais será a possibilidade (ou impossibilidade) de um amor mesmo sobreviver depois da morte. "Escrito nas estrelas" não tocará na questão religiosa. Nem terá uma abordagem parecida como a de "A viagem", de Ivani Ribeiro que ganhou remake em 1994.

" ´A viagem´ tinha céu e inferno. Nesta novela mostraremos apenas um plano espiritual", diz Papinha .A novela está sendo gravada desde a primeira quinzena de janeiro. De acordo com o diretor, o ideal é que ela tenha 12 capítulos prontos até a estreia.

Na trama, a família de Viviane perde tudo e troca Vitória, no Espírito Santo, pelo Rio. A mocinha vem morar na capital carioca com o pai, Jofre (Murilo Grossi), em Botafogo. Ele se envolve em um crime, mas é a jovem quem acaba sendo perseguida pela polícia. Durante a fuga, encontra Daniel, que lhe dá uma carona.

"Viviane não nasceu no morro. Ela está lá por uma fatalidade da vida. E precisa fugir depois de ser apontada como bandida", revela Nathália.

A atriz passou uma semana no Santa Marta junto com a equipe da novela para gravar as sequências do primeiro capítulo da trama.

Outro cenário importante da produção será a clínica do médico interpretado por Humberto Martins. O pai de Daniel é viúvo de Francisca, personagem de Cássia Kiss que também só irá aparecer no plano espiritual. No começo da trama, ele e o filho não se entendem porque têm visões muito diferentes da carreira. Ricardo é mais cético e critica o idealismo de Daniel.

"Ele é um cientista, um médico que mexe com embriões. Engraçado é que eu sou o contrário dele e acredito no espiritismo", compara Humberto. "Ricardo passará por sentimentos como sofrimento e culpa após a morte do filho", diz o ator.

Busca por um neto

Mais adiante, o médico descobrirá que Daniel deixou seu sêmen congelado e fará de tudo para achar a mulher ideal para gerar seu neto. A escolhida será Viviane, que só aceita a proposta do médico depois de ser muito chantageada pelo vilão Gilmar (Alexandre Nero), secretário do todo-poderoso Ricardo.

Além de continuar muito ligada a Daniel mesmo depois de sua morte, Viviane também se envolverá amorosamente com Ricardo. A personalidade do médico ainda está sendo lapidada pelo ator Humberto Martins.

"Ricardo tem uma situação econômica semelhante à do Ramiro (de "Caminho das Índias") e é poderoso como ele, mas costuma explodir de uma maneira mais educada. Ele chega a ser seco, mas não é grosseiro", define Martins. "Ricardo procura a mulher ideal para gerar o neto porque quer a figura do filho de volta naquela criança", completa.